Instituto Cultural Romeno acolhe exposição de joalharia da Roménia

Instituto Cultural Romeno acolhe exposição de joalharia da Roménia

Instituto Cultural Romeno acolhe exposição de joalharia da Roménia D.R.

No âmbito do 100º aniversário das relações diplomáticas entre a Roménia e Portugal, o Instituto Cultural Romeno em Lisboa e a Embaixada da Roménia em Portugal têm vindo a desenvolver ao longo deste ano uma série de eventos culturais simbólicos que incidem sobre os doze capítulos essenciais da criatividade romena.

Neste contexto e como parte integrante do programa 12 capitulos de criatividade romena, foi inaugurada a a6 de Setembro deste ano, na Galeria do Instituto Cultural Romeno, a exposição de joalharia contemporânea "Found.Lost.Found" e uma seleção curatorial da instalação "Uma viagem através da história e do futuro da joalharia", assinada por Assamblage-Associação Nacional de Autores e Designers de Joalharia Contemporânea da Roménia.

Tendo em conta o êxito deste projecto, no dia 02 de Outubro, será organizada uma vernissage da exposição, com início pelas 19:00.
Estarão presentes nesta abertura a Embaixadora da Roménia em Portugal, Ioana Bivolaru e representantes da Assamblage-Associação Nacional de Autores e Designers de Joalharia Contemporânea da Roménia, Valentina Buzamurga e Ioana Andrei, que, juntamente, farão uma visita guiada à exposição.


Por esta ocasião, Cristina Filipe, curadora e co-fundadora da PIN – Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea, fará uma introdução sobre os artistas da Assamblage e da PIN.

Comissariada pelo designer David Sandu, a exposição "Found.Lost.Found" apresenta duas instalações interactivas de joias contemporâneas compostas por um total de 120 peças, da autoria dos seguintes designers romenos: Adelina Petcan, Andreea Gabriela Popescu, Ioana Ardelean (arquitecta da exposição), Otilia Mihalcea-Oval, Cleopatra Cosulet, Diana Tobosaru, Elena Crisan, Gabriela Secarea, Lucienne Buga, Luiza Teodorescu, Madalina Stoica, Mihaela Dumitrascu, Roxana Hodorog. O design da exposição foi realizado pela arquitecta Ioana Ardelean.


Concebida como uma homenagem a uma tradição fabulosa, parcialmente esquecida, a exposição é uma reinterpretação moderna das joias dácias, impregnadas com uma grande carga cultural e simbólica. As colecções assinadas pelos designers acima mencionados propõem uma interpretação alternativa do património, enquanto organismo vivo, sedimentar, contínuo e parte activa da memória cultural. Os seus valores ultrapassam as fronteiras nacionais e transcendem o universo. No contexto da rápida globalização e da circulação das ideias e dos valores, o passado torna-se um canal de diálogo e aceitação. Chegamos a um ponto em que temos os mesmos antepassados, não por meio de filiação, mas pela identificação cultural. Neste caso, o tesouro torna-se um pretexto para uma busca pessoal de cada artista, à procura da relação intima entre objecto e significado, entre valor e preciosidade, na joalharia contemporânea.


A exposição "Found.Lost.Found" foi apresentada exclusivamente no London Fashion Week - International Fashion Showcase, entre 19 e 23 de fevereiro de 2016, na Somerset House, com o apoio do Instituto Cultural Romeno em Londres. Posteriormente, "Found.Lost.Found" integrou a exposição central do Romanian Design Week 2016 e da exposição "Uma viagem através da história e do futuro da joalharia" - 2² Edição (no Museu de Arte de Cluj-Napoca e no Museu Nacional de História Bucareste). Em outubro de 2016 foi apresentada no âmbito do Festival Eurocultura – Bozar Bruxelles e Designblok – Prague Design and Fashion Week.

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 31 Dez. 2017 17:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

terça, 14 Nov. 2017 10:00 – domingo, 17 Dez. 2017 18:00
Campo Grande 245, Lisboa, Lisboa

captcha