Governo e Associação Variações juntos para promover o Turismo LGBTI

Governo e Associação Variações juntos para promover o Turismo LGBTI
Jornal Hardmusica

No dia 11 de Janeiro de 2018 deu-se um passo importante na promoção do Turismo lésbica, gay, bissexual, transexual e intersexual (LGBTI) em Portugal, com a Associação variações e a Secretaria de Estado do Turismo a caminharem lado a lado .

 

No Forum Lisboa a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho; o Presidente do Turismo do Algarve, Desidério Silva; a Presidente do Turismo dos Açores, Cristina Ávila e Ricardo Robles, Vereador da autarquia de Lisboa com o pelouro dos direitos sociais, em conjunto com a Associação Variações, decidiram promover Portugal como um destino LGBTI.

Para Carlos Sanches Ruivo "uma das metas é permitir que em cinco anos as cidades de Lisboa e Porto estejam no top 10 das 100 melhores cidades para as populações LGBTI do mundo em termos de qualidade de vida". Afirmou também que "actualmente Madrid está em primeiro e Lisboa em 15º". Outra das metas apontadas pelo responsável é "tornar Portugal num destino privilegiado" para o segmento nos próximos cinco anos.

Sanches Ruivo mostrou ser ambicioso ao afirmar que vai candidatar Lisboa ao Europride de 2021, "a candidatura é um objectivo atingível, mas temos de congregar esforços". O Europride é um evento realizado pela Associação Europeia do Orgulho Gay e visa promover a visibilidade de todas as pessoas LGBT e simpatizantes.

Na FITUR (Madrid) de 2017, o Jornal Hardmusica questionou Ana Mendes Godinho sobre o motivo porque o segmento LGBTI não era promovido pelo Turismo de Portugal. A resposta foi que "promovemos todos os segmentos por igual". Agora foi questionada porque motivo o Governo mudou de ideias, sendo a resposta simples: "foi uma decisão do Conselho de Ministros, considerado como prioridade". Por sua vez a Associação Variações "esteve em diálogo com o meu gabinete e foram estabelecidos dois objectivos principais". A Secretária de Estado do Turismo explicou que "no plano económico, não podíamos ficar fora deste mercado" e em colaboração com a Variações "vamos dar prioridade a uma promoção interna". Por outro lado "haverá participação nas feiras internacionais". Dado que a FITUR se realiza já no próximo dia 17, esta promoção não estará activa na feira.

Ana Mendes Godinho afirmou que, em conjunto com a Variações, "contará com o apoio do Turismo de Portugal e da Secretaria de Estado do Turismo".

Os empresários que criaram a Variações inspiraram-se no cantor criar uma estrutura que represente a diversidade do sector e da população, pretendendo ao mesmo tempo fomentar o "crescimento sustentado dos operadores económicos do sector", explicou Diogo Vieira da Silva - Director Executivo da Associação.

São bares, discotecas e hotéis que integram a Variações, juntamente com guias de turismo, artistas, agentes culturais, empresas digitais e de design, marcas de moda e de roupa, consultores e advogados.

"Tal como António Variações somos pioneiros em Portugal", referiu Carlos Sanches Ruivo.

De acordo com os dados apresentados por Vieira da Silva, "pelos menos dois milhões de turistas LGBTI visitam Portugal anualmente". O responsável explicou que os turistas deste segmento "viajam em média quatro vezes mais" e que "67% prefere ficara alojado em lugares 'gay-friendly'" Diogo Vieira da Silva sublinhou que a "qualidade é o que define o mercado LGBTI".

Subscreva a newsletter oturismo.pt
captcha 

Publicidade

Actualidade